Guilherme Gaensly (1843 – 1928) nasceu em Wellhausen, na Suíça, e mudou-se com a família para o Brasil, residindo em Salvador, a capital soteropolitana, aos cinco anos de idade. Em 1871, já tendo passado por um período de aprendizado no ateliê de Alberto Henschel, o principal retratista da Bahia, abriu seu próprio estúdio fotográfico em Salvador, então a segunda cidade mais populosa do país, onde atuou com sucesso por três décadas – até 1895 – e cultivou, além do retrato, um estilo próprio e rigoroso como fotógrafo de paisagens.

 

A mudança para São Paulo

Em 1882, o estúdio de Gaensly ganhou como sócio seu cunhado Rodolpho Lindemann. Em 1894, a próspera empresa Gaensly & Lindemann abriu uma filial em São Paulo e seu sócio mais famoso mudou de cidade, já com mais de 50 anos de idade, para começar vida nova.

 

As paisagens urbanas

Gaensly passou a se dedicar ao registro de paisagens urbanas, produzindo importantes registros da cidade que eram vendidos como fotos em papel albuminado e colotipias impressas na Suíça, comercializadas em álbuns. Sua série sobre a chegada dos imigrantes italianos ao porto de Santos e à cidade de São Paulo é admirável. Em 1899, foi contratado como fotógrafo oficial pela The São Paulo Railway, Light and Power Company, função na qual permaneceria até 1925, três anos antes de sua morte.

Gaensly se insere entre os grandes artistas-fotógrafos que atuaram no Brasil desde o século XIX até o primeiro quartel do século XX.

 

 

Dica Literária
TUDO SOBRE ARTE
Ed. Arqueiro, 2010

Esta obra pretende ser um guia sobre diversas imagens – aquelas que encontramos ao visitar museus, folhear jornais e revistas ou olhar para a capa de um romance. Organizado cronologicamente, este livro traça um panorama da evolução artística em seus variados estilos e movimentos, apresentando as obras emblemáticas da pintura, da escultura, da arte conceitual e da performática, além de análises que buscam facilitar sua compreensão. Contém mais de mil ilustrações coloridas de obras-primas de diversos gêneros artísticos, da pintura e escultura tradicionais à arte contemporânea; Traz ainda a cronologia dos acontecimentos, o que ajuda o leitor a compreender o contexto sociocultural da época em que as obras foram criadas. Uma obra para se ter à mão a qualquer momento.

 

 

Antiguidades e obras de arte

José Márcio Viezzi Molfi é fundador da VM Escritório de Arte, antiquário clássico de São Paulo especializado na comercialização de obras de arte e antiguidades; pesquisa, catalogação, avaliação e gestão de acervos; consultoria em “art investment” para colecionadores e instituições públicas e privadas; realização de exposições e leilões de arte e antiguidades, e assessoria em serviços de restauração.

 

 

VM Escritório de Arte

José Márcio Viezzi Molfi

Rua Augusta nº 2.203, Loja 18, Galeria América, Cerqueira César, São Paulo-SP

Telefones: 55-11-3311-8578 ou 55-11-99134-4663

Atendimento de segunda-feira a sexta-feira das 9h às 18h

http://www.vmescritarteleiloes.com.br

https://www.facebook.com/marciomolfi/