Por definição, o autógrafo é uma assinatura artística de uma pessoa famosa. Este termo é usado em particular para a prática de coletar autógrafos de pessoas renomadas e célebres. O hobby de colecionar autógrafos é conhecido como filografia e, também, como autografomania.

 

Os autógrafos mais antigos

Historicamente, considera-se como o mais antigo “autógrafo” uma mesa de barro suméria de cerca de 3.100 a.C., que inclui o nome do escriba Gar.Ama. Nenhum autógrafo escrito da antiguidade foi encontrado, e o mais antigo conhecido feito por uma grande figura histórica data de 1098 e é o de Rodrigo Diaz de Vivar (1048 – 1099), conhecido como El Cid, o famoso nobre guerreiro castelhano.

 

O Colecionismo

O colecionismo de autógrafos não se resume apenas a assinaturas em cartões, livros, fotos, papéis e documentos impressos ou escritos por um amanuense ou copista, mas também a documentos transcritos inteiramente na caligrafia de seu autor.

Algumas das categorias mais populares de autógrafos são os realizados por presidentes, políticos importantes, militares famosos, atletas, estrelas de cinema, artistas, líderes sociais e religiosos, cientistas, astronautas, literatos e autores. Neste sentido, percebe-se a diversidade deste tipo de colecionismo que pode não se restringir apenas a determinados segmentos.

Alguns colecionadores podem se especializar em áreas específicas como, por exemplo, em vencedores do Prêmio Nobel, ou tópicos gerais, como em líderes militares participantes da Primeira Guerra Mundial, ou mesmo em documentos específicos, como nos signatários da Carta das Nações Unidas, signatários da Constituição dos EUA, signatários da Declaração de Independência de Israel, signatários da Carta da União Comum Europeia, signatários dos documentos de rendição alemães ou japoneses da Segunda Guerra Mundial, entre tantos outros. Um dos itens mais procurados também por filografistas é o de memorabilia esportiva, quando assinada por uma equipe inteira de atletas de um determinado time ou seleção. Este tipo de autógrafo pode atingir centenas ou milhares de dólares no mercado internacional de filografia.

 

Um passatempo fascinante, mas que requer cuidados

A coleta de autógrafos é um passatempo fascinante para os colecionadores que gostam de montar uma série de documentos históricos, cartas ou objetos que foram assinados ou autografados por uma pessoa notável como uma maneira de capturar um pedaço da história. No entanto, como em todo colecionismo, os colecionadores devem estar cientes de que este hobby é repleto de documentos, fotografias e itens esportivos que podem ter sido assinados por falsários que buscam lucrar com a venda de itens forjados para compradores inexperientes. Às vezes, apenas a assinatura pode ter sido forjada, em outros casos, todo o documento pode ter sido falsificado. Infelizmente, autógrafos forjados de quase todas as personalidades famosas são abundantes no mercado internacional. Neste sentido, a diferenciação entre um autêntico e um falso pode ser quase impossível de ser identificado por um colecionador amador. Assim, um profissional deve ser sempre consultado quando há dúvidas da procedência das peças que pretende adquirir.

Fora este contratempo, o colecionismo de autógrafos é um dos mais prazerosos para os seus adeptos e movimenta valores bastante significativos no mercado internacional de arte, antiguidades e colecionismo.

 

 

 

Dica Literária

THE STANDARD GUIDE TO COLLECTING AUTOGRAPHS
Mark Allen Baker
Ed. Krause Publications, 1999

Eis um guia muito interessante para os colecionadores e apreciadores deste tipo de colecionismo. Fartamente ilustrado, ele traz fotos e detalhes dos autógrafos, documentos e objetos selecionados, bem como os preços internacionais de cada um dos itens.

Livro obrigatório para profissionais da área e colecionadores.

Edição em inglês.

 

 

Antiguidades e obras de arte

José Márcio Viezzi Molfi é fundador da VM Escritório de Arte, antiquário clássico de São Paulo especializado na comercialização de obras de arte e antiguidades; pesquisa, catalogação, avaliação e gestão de acervos; consultoria em “art investment” para colecionadores e instituições públicas e privadas; realização de exposições e leilões de arte e antiguidades, e assessoria em serviços de restauração.

 

 

VM Escritório de Arte

José Márcio Viezzi Molfi

Rua Augusta nº 2.203, Loja 18, Galeria América, Cerqueira César, São Paulo-SP

Telefones: 55-11-3311-8578 ou 55-11-99134-4663

Atendimento de segunda-feira a sexta-feira das 9h às 18h

http://www.vmescritarteleiloes.com.br

https://www.facebook.com/marciomolfi/