Sergio Rodrigues (1927 – 2014) é, com certeza, o nome mais estrelado do design brasileiro em nível nacional e internacional. Formado em Arquitetura pela UFRJ em 1951, iniciou seu trabalho nesta área no projeto do Centro Cívico de Curitiba junto com os também arquitetos David Xavier de Azambuja, Flávio Régis do Nascimento e Olavo Redig de Campos. Em 1953, associou-se aos imãos Hauner montando a primeira loja de arte e móveis modernos de Curitiba, a “Móveis Artesanal Paranaense”. Nos dois anos seguintes, Rodrigues vai desenvolver projetos de móveis modernos também para a renomada loja de mobiliário “Forma” e vai fundar a “Indústria Oca”, um dos estúdios de arquitetura de interiores e cenografia mais importantes para a indústria do mobiliário brasileiro expondo mais de mil criações de móveis ao longo dos anos, onde fica até 1968. São nessas décadas de 1950 e 1960 que ele começa a consolidar sua carreira, principalmente ao ganhar o primeiro prêmio no Concurso Internacional do Móvel, na Itália, em 1961. No ano de 1968 monta seu próprio ateliê no Rio de Janeiro em design de móveis e arquitetura onde realiza vários projetos nacionais e internacionais como para a Embaixada do Brasil em Roma, para o Palácio dos Arcos e para o Teatro Nacional em Brasília. Finalmente em 1973, cria a empresa “Sergio Rodrigues Arquitetura” no Rio de Janeiro produzindo linhas de móveis e projetos de arquitetura e ambientação de hotéis, residências e escritórios, além de sistemas de casas pré-fabricadas.

 

O Modernismo

Rodrigues trabalhou com design de móveis de acordo com o modernismo no Brasil, trazendo a identidade brasileira para seus projetos tanto nos desenhos, quanto nos materiais tradicionais – couro, palhinha e madeira – exaltando a cultura brasileira e indígena. Assim, suas criações sintetizam a coexistência de um Brasil-brasileiro interiorano com um Brasil-urbano desenvolvimentista, àquela época.

 

Brasília

Contemporâneo de Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, seu mobiliário foi utilizado em larga escala na construção de Brasília. Como declarou certa vez Lúcio Costa, “Naquela época (início de Brasília) não se tinha tempo de pensar em desenhar móvel nenhum. Nós usamos móveis correntes no mercado, selecionando como o Palácio exigia. O principal designer a quem solicitei móveis foi Sergio Rodrigues.”.

 

A Poltrona Mole

Seu trabalho mais famoso é a poltrona Mole de 1957, feita em couro e madeira com inovações de encaixe e estofado que inspiram produtos até hoje. Atualmente, a poltrona Mole integra o acervo do Museu de Arte Moderna, o MoMA, de Nova Iorque.

Além da Mole, suas criações mais conhecidas são a cadeira Oscar de 1956, a poltrona Aspas (“Chifruda”) de 1962, a poltrona Kilin de 1973, o banco Sonia e a cadeira Katita, ambos de 1997, e a poltrona Diz de 2001.

 

Um pensamento

Uma colocação sua resume o seu pensamento sobre a criação do seu mobiliário ao longo das décadas: “O móvel não é só a figura, a peça, não é só o material de que esta peça é composta, e sim alguma coisa que tem dentro dela. É o espírito da peça. É o espírito brasileiro. É o móvel brasileiro.”.

Suas criações artísticas estão até hoje no mercado para comprovarem esta máxima.

 

 

 

DICA LITERÁRIA

SERGIO RODRIGUES
Org. Soraia Cals
Ed. ICATU, 2000

Ricamente ilustrado com sua criações, este livro-catálogo traz, em quase 300 páginas, toda a principal produção desse importante design nacional que é Sergio Rodrigues. Esta obra é referencial, seja para profissionais da área, seja para os amantes do design de móveis.

 

 

Antiguidades e obras de arte

José Márcio Viezzi Molfi é fundador da VM Escritório de Arte, antiquário clássico de São Paulo especializado na comercialização de obras de arte e antiguidades; pesquisa, catalogação, avaliação e gestão de acervos; consultoria em “art investment” para colecionadores e instituições públicas e privadas; realização de exposições e leilões de arte e antiguidades, e assessoria em serviços de restauração.

 

VM Escritório de Arte
José Márcio Viezzi Molfi
Rua Augusta nº 2.203, Loja 18, Galeria América, Cerqueira César, São Paulo-SP
Telefones: 55-11-3311-8578 ou 55-11-99134-4663
Atendimento de segunda-feira a sexta-feira das 9h às 18h
http://www.vmescritarteleiloes.com.br
https://www.facebook.com/marciomolfi/