Ronaldo Santos, mais conhecido como “Rollete”, é restaurador de móveis antigos como os clássicos coloniais brasileiros D. João V, D. José I, D. Maria I e D. João VI, ou de diversas procedências como italiana, holandesa e chinesa. Ele começou a trabalhar com restaurações na década de 1980 com seu pai, Rolando Santos, de quem herdou o apelido “Rollete”.

 

ENGLISH VERSION

 

Rolando Santos e Plácido Gutierrez

Rolando era marceneiro e começou a trabalhar com restaurações de móveis antigos em meados da década de 1960. Seu incentivador foi o empresário Plácido Gutierrez, um respeitado colecionador de diversos temas como arte sacra, prataria, porcelanas e mobiliário brasileiro antigo.

 

Percebendo a habilidade e sensibilidade de Rolando com marcenaria, Plácido começou a lhe chamar para executar pequenos reparos em alguns de seus móveis antigos. Satisfeito com os resultados, Plácido contratou Rolando para cuidar de sua vasta e exclusiva coleção de mobiliário brasileiro. Foram 10 anos de parceria onde Rolando aprendeu com Plácido a história, estilos, madeiras e acabamento do mobiliário brasileiro antigo. Para que as restaurações ficassem perfeitas, Rolando também aprendeu sobre as antigas técnicas de fabricação e a utilização das arcaicas ferramentas empregadas.

 

Rolando abre sua oficina e ganha o apelido “Rollete”

Foi em meados da década de 1970 que Rolando abriu sua oficina de restauração de móveis antigos. Seu trabalho passou a ser conhecido e respeitado por renomados colecionadores e tradicionais antiquários da época. A rapidez do seu atendimento e a qualidade do seu trabalho fizeram com que Rolando ganhasse o apelido “Rollete”, que se tornou sua marca registrada.

 

Ronaldo começa a trabalhar com seu pai

Aos 15 anos de idade, Ronaldo começou a acompanhar o trabalho de restauração do seu pai. Ele passou a se envolver com a atividade e a aprender todos os detalhes do processo de restauração de móveis antigos, como por exemplo, o delicado cuidado com a pátina, que evidencia a envelhecimento natural da madeira. Em 1998, Ronaldo assumiu a parte operacional do trabalho enquanto seu pai passou a cuidar do controle de qualidade.

 

A continuidade do trabalho

Com o falecimento de Rolando em 2003, Ronaldo deu continuidade à oficina, seguindo com o atendimento de colecionadores e de tradicionais antiquários como Rudinel Antiguidades, Machado Antiguidades, Guimarães Antiguidades e Sylvia Mutran Galeria de Arte. Com o reconhecimento do trabalho, Ronaldo pôde adotar o apelido do seu pai, passando ele a ser conhecido como “Rollete”.

 

reliquiano-ronaldo-rollete-restauracao-de-moveis-antigos-coloniais-d-joao-v-d-jose-i-d-maria-i-d-joao-vi-2

reliquiano-ronaldo-rollete-restauracao-de-moveis-antigos-coloniais-d-joao-v-d-jose-i-d-maria-i-d-joao-vi-3

Cômoda D. José I, século XVIII. Essa cômoda passou pela restauração da marchetaria e dos pés, regulagem das gavetas e recuperação da pátina original do jacarandá

reliquiano-ronaldo-rollete-restauracao-de-moveis-antigos-coloniais-d-joao-v-d-jose-i-d-maria-i-d-joao-vi-4

Cômoda D. José I, século XVIII. Essa cômoda passou pela restauração da marchetaria e dos pés, regulagem das gavetas e recuperação da pátina original do jacarandá

reliquiano-ronaldo-rollete-restauracao-de-moveis-antigos-coloniais-d-joao-v-d-jose-i-d-maria-i-d-joao-vi-5

Cômoda D. José I, século XVIII. Essa cômoda passou pela restauração da marchetaria e dos pés, regulagem das gavetas e recuperação da pátina original do jacarandá

reliquiano-ronaldo-rollete-restauracao-de-moveis-antigos-coloniais-d-joao-v-d-jose-i-d-maria-i-d-joao-vi

Par de mesas de encostar D. José I, século XVIII. O processo de restauração desse raro par de mesas de encostar consistiu na recuperação da firmeza dos pés, das volutas laterais e frontal e da pátina original do jacarandá com acabamento na base de cera

reliquiano-ronaldo-rollete-restauracao-de-moveis-antigos-coloniais-d-joao-v-d-jose-i-d-maria-i-d-joao-vi-7

Par de mesas de encostar D. José I, século XVIII. O processo de restauração desse raro par de mesas de encostar consistiu na recuperação da firmeza dos pés, das volutas laterais e frontal e da pátina original do jacarandá com acabamento na base de cera

reliquiano-ronaldo-rollete-restauracao-de-moveis-antigos-coloniais-d-joao-v-d-jose-i-d-maria-i-d-joao-vi-8

Par de mesas de encostar D. José I, século XVIII. O processo de restauração desse raro par de mesas de encostar consistiu na recuperação da firmeza dos pés, das volutas laterais e frontal e da pátina original do jacarandá com acabamento na base de cera

reliquiano-ronaldo-rollete-restauracao-de-moveis-antigos-coloniais-d-joao-v-d-jose-i-d-maria-i-d-joao-vi-9

Mesa dita Ratona, D. João V, século XIX. A restauração consistiu na recuperação da firmeza do móvel, do assoalho e da pátina original do jacarandá com acabamento na base de cera

reliquiano-ronaldo-rollete-restauracao-de-moveis-antigos-coloniais-d-joao-v-d-jose-i-d-maria-i-d-joao-vi-10

Mesa dita Ratona, D. João V, século XIX. A restauração consistiu na recuperação da firmeza do móvel, do assoalho e da pátina original do jacarandá com acabamento na base de cera

reliquiano-ronaldo-rollete-restauracao-de-moveis-antigos-coloniais-d-joao-v-d-jose-i-d-maria-i-d-joao-vi-11

Mesa dita Ratona, D. João V, século XIX. A restauração consistiu na recuperação da firmeza do móvel, do assoalho e da pátina original do jacarandá com acabamento na base de cera

reliquiano-ronaldo-rollete-restauracao-de-moveis-antigos-coloniais-d-joao-v-d-jose-i-d-maria-i-d-joao-vi-13

Mesa dita Ratona, D. João V, século XIX. A restauração consistiu na recuperação da firmeza do móvel, do assoalho e da pátina original do jacarandá com acabamento na base de cera

reliquiano-ronaldo-rollete-restauracao-de-moveis-antigos-coloniais-d-joao-v-d-jose-i-d-maria-i-d-joao-vi-12

Mesa dita Ratona, D. João V, século XIX. A restauração consistiu na recuperação da firmeza do móvel, do assoalho e da pátina original do jacarandá com acabamento na base de cera

reliquiano-ronaldo-rollete-restauracao-de-moveis-antigos-coloniais-d-joao-v-d-jose-i-d-maria-i-d-joao-vi-14

Minipapeleira, D. Maria I, século XIX. A restauração da minipapeleira consistiu na recuperação da marchetaria de flores, remoção de arranhões e no acabamento do verniz dito boneca

reliquiano-ronaldo-rollete-restauracao-de-moveis-antigos-coloniais-d-joao-v-d-jose-i-d-maria-i-d-joao-vi-15

Minipapeleira, D. Maria I, século XIX. A restauração da minipapeleira consistiu na recuperação da marchetaria de flores, remoção de arranhões e no acabamento do verniz dito boneca

 

 

Ronaldo Rollete
Rio de Janeiro-RJ
Telefone: 55-21-99134-6633 ou 55-21-2561-7449

 

 


Ronaldo Rollete: restoration of antique furniture

Ronaldo Santos, better known as “Rollete”, is a restorer of antique furniture such as the Brazilian colonial classics D. João V, D. José I, D. Maria I and D. João VI, or from various backgrounds such as Italian, Dutch and Chinese . He began working with restorations in the 1980s with his father, Rolando Santos, from whom he inherited the nickname “Rollete.”

 

Rolando Santos and Plácido Gutierrez

Rolando was a carpenter and began working with restorations of antique furniture in the mid-1960s. His promoter was the businessman Plácido Gutierrez, a respected collector of diverse subjects such as sacred art, silverware, porcelain and antique Brazilian furniture.

 

Realizing Roland’s skill and sensibility with carpentry, Placido began to call him to perform minor repairs on some of his old furniture. Pleased with the results, Plácido hired Rolando to take care of his vast and exclusive collection of Brazilian furniture. It was 10 years of partnership where Rolando learned from Placido the history, styles, woods and finishing of the old Brazilian furniture. For restorations to be perfect, Rolando also learned about the old manufacturing techniques and the use of archaic tools used.

 

Rolando opens his workshop and gains the nickname “Rollete”

It was in the mid-1970s that Rolando opened his antique furniture restoration workshop. His work became known and respected by renowned collectors and traditional antique shops of the time. The speed of his service and the quality of his work made Rolando win the nickname “Rollete”, which became his trademark.

 

Ronaldo starts working with his father

At 15 years of age, Ronaldo began to follow the restoration work of his father. He became involved with the activity and learned all the details of the process of restoring ancient furniture, such as the delicate care with the patina, which shows the natural aging of the wood. In 1998, Ronaldo assumed the operational part of the job while his father began to take care of quality control.

 

Continuity of work

With the death of Rolando in 2003, Ronaldo continued the workshop, following with the attention of collectors and traditional antique dealers such as Rudinel Antiques, Machado Antiques, Guimarães Antiques and Sylvia Mutran Art Gallery. With the recognition of the work, Ronaldo was able to adopt the nickname of his father, starting to be known like “Rollete”.

 

 

Ronaldo Rollete
Rio de Janeiro-RJ
Telefone: 55-21-99134-6633 ou 55-21-2561-7449