Pedro Bittencourt, 46 anos, iniciou sua relação com carros antigos quando tinha 17 anos. Enquanto jogava bola em um campo em Pinheiros, ficava admirando um Impala estacionado debaixo de uma árvore.

Quando Pedro passou para a Faculdade de Engenharia Elétrica do Instituto Mauá de Teconologia de São Caetano, seu pai lhe presenteou com um Passat 1983. Ao voltar das aulas, passava pela Avenida Bandeirantes e olhava os carros expostos pela loja Jardineira Veículos. Algumas vezes, chegava a visitar a loja para apreciá-los e conversar um pouco sobre eles. Diante do interesse do filho por carros antigos, seu pai lhe mostrou o anúncio nos classificados de um Buick 1952. Passados três meses, Pedro comprou o carro, e em seguida, comprou o Impala que admirava enquanto jogava bola.

Em pouco tempo, Pedro tinha uma coleção de cinco carros antigos: o Buick 1952, um Bel Air 1953, dois Impalas e um Fusca 1971. Depois de formado, Pedro teve que se desfazer de sua coleção pois se mudou para um apartamento e não teve mais onde guardá-la. O único carro que manteve, e que mantêm até hoje, foi o Fusca 1971.

Passaram-se alguns anos quando em 2003, Pedro viu o anúncio nos classificados de um Chevrolet Impala 1961. Ao ver o carro, deu-se conta de que se tratava de um Cadillac, e não de um Impala como pensava seu dono. A compra foi fechada já se sabendo que seria necessário restaurá-lo. Esse seria o primeiro projeto de restauração de Pedro.

Os contra-tempos enfrentados na restauração do Cadillac, as constantes trocas de oficinas para realização do projeto e o aumento dos custos envolvidos, levaram Pedro a tomar a decisão de fundar a Oficina Artesanal em 2006. Inicialmente localizada no Brás, a Oficina começou suas atividades com apenas três funcionários: mecânico, funileiro e pintor. Num primeiro momento, a Oficina restaurava os carros da própria coleção, como o Impala e um recém adquirido Bel Air 1951, e carros comprados por Pedro para serem restaurados e revendidos. Com o tempo, veio o reconhecimento do trabalho e as restaurações de carros de clientes.

No Brás, a Oficina podia atender quatro carros ao mesmo tempo. Com o aumento da demanda, em 2012 a Oficina se mudou para a Mooca, onde passou a atender 10 carros ao mesmo tempo.

A Oficina Artesanal segue fazendo restaurações, mas atualmente também presta consultoria na compra e venda de carros antigos, faz a manutenção de carros antigos e realiza projetos especiais sob medida como a preparação de Hot Rods.

This slideshow requires JavaScript.

Foto 1 – Jaguar E-Type 1973 e Buick Super-Sedanette 1949;

Foto 2 – Mustang conversível 1967 recém pintado na cabine;

Foto 3 – Oldsmobile Holiday Super 88 1961 em processo de funilaria;

Foto 4 – Heinkel Kabine 1966 em processo final de montagem;

Foto 5 – Ford F1 1951 em processo final de montagem;

Foto 6 – Sala de Motores/Mecânica. Em destaque um motor V8 283 (vermelho) de um Chevrolet Impala SS 1963 e um bloco V8 390 (cinza) de um Cadillac 1960;

Foto 7 – Sala de Tapeçaria. Em destaque um banco vermelho de um Oldsmobile e um banco azul de um Impala 1965;

Foto 8 – Salão de Reparos e Manutenção;

Foto 9 – Salão de Montagem Final.

Oficina Artesanal

Contato: Pedro Bittencourt

Endereço: Rua Borges de Figueiredo nº 152, Bairro da Mooca, São Paulo-SP

Telefone: 11-3311-6961

https://www.facebook.com/oficinaartesanal.com.br/