O empresário Sefferson Steindorff possui a maior coleção de viaturas militares da América Latina. Sua coleção deu origem ao Museu Militar Brasileiro, localizado em Panambi-RS. O acervo do Museu possui outros títulos como a maior coleção de Jeeps e de viaturas Dodge (Segunda Guerra Mundial, Guerra da Coréia, Guerra do Vietnã e Pós-Guerra) do Brasil.

Sua coleção começou em 1982 quando Sefferson adquiriu o seu primeiro Dodge Comander. Ele comprou a viatura sucateada e a restaurou. A partir de então, ele passou a comprar viaturas em leilões, chegando em pouco tempo a uma frota de 12 viaturas restauradas e em perfeitas condições.

A coleção crescia em ritmo constante quando em 2004 surgiu o projeto do Museu Militar. O primeiro passo para a instalação do Museu foi a quisição de uma área de 40 mil m2 às margens da BR 285.

Em 2005, em um encontro de viaturas militares em Curitiba, surgiu a ideia da fundação da Associação dos Preservadores de Viaturas Militares com o objetivo de apoiar os colecionadores de viaturas militares. Sefferson é um dos seus fundadores.

Em Abril de 2009, o Museu foi inaugurado. Atualmente ele conta com 165 viaturas e 7 aviões, além de canhões, munições, fardas, capacetes e equipamentos de comunicação. O acervo possui:

  • Tanques M41 Walker Bulldog e M3A1 Stuart, com um M41 (foto principal) e dois Stuart funcionando; os blindados M59 e M3 Scout Car; o raríssimo lançador de pontes XLP-10, e a respectiva ponte, projetado pela brasileira Bernardini;
  • Canhões como o M101 de 105mm, o Krupp 75mm C/28, o M1 90mm e o M1939 37mm;
  • Viaturas como o Jeep Toyota Xingú, o UAZ-469 (soviético), o Engesa EE-34, o Nissan Patrol (japonês), o Austin Cargo Truck MK1 (inglês), o caminhão REO M35, o Dodge WC21, o caminhão GMC CCKW 353, o Jeep Ika (argentino), o caminhão Ford Engesa F600, o Dodge M601, o caminhão Dodge T203, o caminhão GMC CCKW 353 Cisterna, o reboque Ward La France M1, o GM C8AX, o Dodge WC-51, o Kaiser M715, a ambulância Dodge WC55, o Dodge Comander WC56, o trator M5, o caminhão Checrolet G506, o Ford M151 MUTT e o veículo anfíbio M561 Gama Goat.

 

Além das viaturas militares, o Museu possui viaturas de bombeiros como um caminhão International Harvester que foi utilizado pela Varig no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre-RS, e um Jeep Wyllis 1948 adaptado para o uso dos bombeiros.

Entre os aviões, o Museu possui dois Boeing 737-300, dois Buffalo C-115, uma aeronave Vecto Geronimo 407 e os destroços de um AMX A-1B e de um Neiva T-25. Com relação aos destroços, os acidentes aconteceram em março de 2002 e outubro de 2003, respectivamente, em Santa Maria-RS.

O dois Boeing 737-300 haviam sido utilizados pela TAP (Portugal) e estavam desativados no Aeroporto Salgado Filho. Um dos 737-300 foi preparado para acomodar uma sala de cinema e uma biblioteca. O outro foi preparado para receber o acervo de munições, fardas e equipamentos de comunicação.

Com a experiência adquirida com a compra, restauração e manutenção de viaturas para sua coleção pessoal, em 2002 Sefferson tomou a decisão de abrir a Steindorff Viaturas. A empresa trabalhou com a restauração de veículos por alguns anos, mas atualmente trabalha apenas com a comercialização de viaturas e de peças para restauração.

O reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo Museu, Sefferson e sua família, é refletido nas medalhas e condecorações entregues pelas próprias Forças Armadas do Brasil e por associações de ex-combatentes.

As fotos do acervo podem ser vistas no site do próprio Museu:

http://museumilitarpanambi.com.br/category/acervo/

 

MMB 02

 

Museu Militar Brasileiro

http://museumilitarpanambi.com.br/

https://www.facebook.com/museumilitarbrasileiro/

http://www.steindorffviaturas.com.br/site/