O primeiro campeonato de futebol do Brasil foi o Paulista de 1902. Ele foi vencido pelo São Paulo Athletic Club, SPAC, que na sequência conquistou os campeonatos de 1903 e 1904, tornando-se o primeiro tricampeão paulista. Essa conquista foi coroada com a Taça Antônio Casimiro Costa.

Os campeonatos de 1902, 1903 e 1904 foram disputados em sistema de pontos corridos com turno e returno, sendo que os campeonatos de 1902 e 1903 foram disputados por cinco equipes e o campeonato de 1904 por seis.  Os três campeonatos terminaram com SPAC e Paulistano empatados com a mesma quantidade de pontos: 1902, 12 pontos; 1903, 13 pontos, e 1904, 18 pontos. Para que cada campeonato fosse decidido, SPAC e Paulistano tiveram que disputar uma partida extra: 26/10/1902, SPAC 2×1; 25/10/1903, SPAC 2×1, e 30/10/1904, SPAC 1×0. Cabe destacar que o principal jogador do SPAC no tricampeonato foi Charles Miller, o introdutor do futebol no Brasil.

Por suas três conquistas, o SPAC recebeu apenas um único troféu: a Taça Antônio Casimiro Costa.

A Liga Paulista de Footabll foi fundada no dia 14/12/1901. O senhor Antônio Casimiro Costa, um dos fundadores e Presidente da Liga, ofereceu a Taça que seria entregue ao vencedor do campeonato que começaria no dia 03/05/1902. Tratava-se justamente da Taça Antônio Casimiro Costa. A posse da taça seria transitória, o campeão do ano anterior não ficaria com uma réplica e ela ficaria com o clube que conquistasse o campeonato três vezes, feito obtido pelo SPAC já nas três primeiras edições.

A Taça original encontra-se no Memorial SPAC – Charles Miller, na sede da Consolação, podendo ser visitada mediante agendamento. No SPAC Santo Amaro pode ser vista uma réplica da Taça original.

TAÇA CONDE PENTEADO

Terminada a terceira edição do campeonato, a Liga Paulista de Football precisava de uma nova taça para premiar os futuros campeões. Foi a vez do industrial Antônio Alvarez Penteado oferecer à Liga a Taça Conde Penteado. Da mesma forma que a Taça Antônio Casimiro Costa, a Taça Conde Penteado teria posse transitória, o campeão do ano anterior não ficaria com uma réplica e ela ficaria em definitivo com o clube que conquistasse o campeonato três vezes.

A Taça Conde Penteado representou todos os campeões dos campeonatos de 1905 a 1911 organizados pela Liga Paulista de Football:

1905, Club Athletico Paulistano;

1906, Sport Club Germânia;

1907, Sport Club Internacional;

1908, Club Athletico Paulistano;

1909, A. A. Das Palmeiras;

1910, A. A. das Palmeiras;

1911, São Paulo Athletic Club.

Em 1911, o SPAC ganhou o campeonato e receberia a Taça Conde Penteado que estava com a A. A. das Palmeiras. O problema é que o SPAC nunca recebeu a referida Taça.

O campeonato de 1911 foi disputado por 6 clubes na forma de pontos corridos em turno e returno. O problema começou quando a A. A. das Palmeiras perdeu para o SPAC por 5×3 no dia 28/05/1911, pela terceira rodada do campeonato, e reclamou da arbitragem que teria anulado dois gols legítimos.

Sua próxima partida seria contra o Germânia, que vinha de três derrotas seguidas. A vitória era encarada como uma obrigação para que o clube continuasse a lutar pelo tri-campeonato.

No dia 16/07/1911, a A. A. das Palmeiras perdeu de 4×3 do Germânia. Esse jogo não chegou a ser concluído pois o campo foi invadido e o juiz teve que encerrar a partida. A A. A. das Palmeiras entrou com um recurso na Liga solicitando o cancelamento da partida pois o Germânia teria escalado um jogador irregular. Tratava-se do jogador Wilhelm Baumgartner que não teria cumprido, por uma diferença de horas, o período mínimo de 30 dias contados a partir de sua inscrição para poder jogar. Houve outras alegações, como, por exemplo, a de que o juiz não estaria registrado no quadro de juízes da entidade.

A partida não foi anulada e a A. A. das Palmeiras tomou a decisão extrema de sair do campeonato e abandonar a Liga de Football Paulista. De um total de dez partidas previstas, a A. A. das Palmeiras jogou apenas quatro delas.

Terminado o campeonato, o SPAC sagrou-se campeão e receberia a Taça Conde Penteado, porém a A. A. das Palmeiras recusou-se a entregá-la e, posteriormente, a Taça desapareceu.

A Taça Conde Penteado reapareceu em 1932 durante a Revolução Constitucionalista. Ela foi entregue, anonimamente, a campanha “Ouro para o bem de São Paulo” com um bilhete:

                “Quando pesquisava o leito do Rio Tietê, um escafandrista que jogou futebol no Floresta, nos gloriosos tempos, encontrou na águas turvas do secular rio esta preciosa taça de prata, que emocionado ofereço hoje à Campanha do Ouro de São Paulo”.

A Campanha “Ouro para o bem de São Paulo” foi feita para arrecadar ouro e metais preciosos para o financiamento da luta revolucionária contra as força federais de Getúlio Vargas.

A Taça Conde Penteado foi derretida e perdida para sempre.

 

Reliquiando…

São Paulo Athletic Club, SPAC – Foi fundado em 1888 e atualmente se chama Clube Atlético São Paulo, não possuindo qualquer relação com o São Paulo Futebol Clube. Disputou o seu último campeonato paulista em 1912 (o campeão desse ano foi o Sport Club Americano). O SPAC ganhou quatro títulos nos onze anos em que disputou o campeonato: 1902, 1903, 1904 e 1911;

Associação Atlética das Palmeiras – Foi fundada em 1902 e ganhou três campeonatos paulistas: 1909, 1910 e 1915. Disputou seu último campeonato em 1929 (esse campeonato foi organizado pela Liga dos Amadores de Futebol e foi vencido pelo Paulistano). O clube foi extinto em 1930. O pessoal da extinta A. A. das Palmeiras, juntamente com o patrimônio do clube, juntou-se aos ex-jogadores e ex-membros da diretoria do Paulistano, que havia extinto o seu futebol em 1929, para fundarem o São Paulo Futebol Clube, na fase conhecida como São Paulo da Floresta (de 1930 a 1935). Durante sua curta existência, o São Paulo da Floresta foi campeão paulista em 1931 e terminou na segunda colocação nos campeonatos de 1930, 1932, 1933 e 1934. No dia 14/05/1935, o São Paulo da Floresta foi fundido com o Clube de Regatas Tietê. O clube se desfiliou da Associação Paulista de Esportes Atléticos (APEA), organizadora do campeonato paulista, e extinguiu o futebol. No dia 04/06/1935, o São Paulo Futebol Clube foi refundado.

Importante destacar que a A. A. das Palmeiras não possuiu qualquer relação com a Sociedade Esportiva Palmeiras, fundada em 1914 com o nome Palestra Itália. Em 1942, o Palestra Itália mudou seu nome para Sociedade Esportiva Palmeiras por determinação do governo federal, em decorrência da Segunda Guerra Mundial;

Club Athletico Paulistano – Foi fundado em 1900 e existe até hoje com o mesmo nome. Conquistou onze campeonatos paulistas: 1905, 1908, 1913 (APEA), 1916 (APEA), 1917, 1918, 1919, 1921, 1926 (Liga dos Amadores de Futebol – LAF), 1927 (LAF) e 1929 (LAF). Disputou o seu último campeonato em 1929 quando venceu o campeonato organizado pela LAF. Após a extinção do seu departamento de futebol, seus ex-jogadores e alguns ex-membros da diretoria juntaram-se ao pessoal da A. A. das Palmeiras para fundar o São Paulo Futebol Clube, na fase conhecida como São Paulo da Floresta (de 1930 a 1935);

Campeonato de 1906 – Foi disputado por seis equipes em pontos corridos com turno e returno. Cada equipe disputaria 10 jogos. Foi um campeonato marcado pela eliminação da A. A. das Palmeiras devido a irregularidades na venda de ingressos e pela anulação dos seus sete jogos disputados quando o clube tinha chances de vencer o campeonato (estava com seis vitórias e apenas uma derrota). Além da eliminação da A. A. das Palmeiras, o SPAC e o Mackenzie abandonaram a competição. O SPAC abandonou o campeonato após perder de 9×1 para o Internacional (Sport Club Internacional) quando já havia disputado sete jogos (dos 7 jogos, a derrota de 2×1 para a A. A. das Palmeiras seria anulada). O Mackenzie disputou cinco partidas e não chegou a enfrentar a A. A. das Palmeiras, ou seja, nenhum dos seus jogos foi anulado. Para a Liga Paulista de Football, não houve vencedor dessa competição, mas a Federação Paulista de Futebol reconheceu o Germânia como campeão;

Sport Club Germânia – Foi fundado em 1899 e atualmente se chama Esporte Clube Pinheiros. Conquistou o campeonato paulista em 1906 e 1915 (Liga Paulista de Football). Disputou o seu último campeonato em 1932. Em 1942, o Germânia mudou seu nome para Esporte Clube Pinheiros por determinação do governo federal, em decorrência da Segunda Guerra Mundial;

Sport Clube Internacional – Foi fundado em 1899 e conquistou o campeonato paulista em 1907 e 1928 (Liga dos Amadores de Futebol). Disputou o seu último campeonato em 1932. Em 1933 se fundiu ao Antartica Futebol Clube dando origem ao Clube Atlético Paulista que disputou os campeonatos de 1934, 1935 e 1936, sem ter conquistado nenhum título. Em 1937 o Clube Atlético Paulista se fundiu ao Clube Atlético Estudantes de São Paulo dando origem ao Clube Atlético Estudante Paulista que por sua vez disputou apenas o campeonato paulista de 1937 (chegou a disputar a primeira rodada do campeonato de 1938, mas abandonou a competição). Em 1938, o Clube Atlético Estudante Paulista foi incorporado ao São Paulo Futebol Clube;

Charles Miller – Não há como encerrar esse artigo sem escrever um pouco sobre Charles Miller. Ele nasceu em São Paulo-SP no dia 28/11/1874. Era filho de John Miller, nascido em Burnfoot, Escócia, e de Carlota Alexandrina Fox, paulista filha de ingleses. John Miller veio para o Brasil para trabalhar na São Paulo Railway. Conheceu Carlota, se casaram e tiveram quatro filhos sendo que dois faleceram ainda novos. Em 1884, Charles Miller e seu irmão, John Henry, foram para a Inglaterra para completar os seus estudos. Lá ele conheceu e começou a jogar futebol. Retornou em 1894 tendo em sua bagagem um livro de regras da Association Football, uma camisa da Banister Court School e outra do St. Mary’s, duas bolas de futebol de capotão fabricadas pela empresa Frank Sugg, um par de chuteiras e uma bomba de ar para encher as duas bolas. Jogou o campeonato paulista de 1902 a 1910. Jogava como atacante, mas também atuou como goleiro. Também atuou como árbitro pois naquela época era normal jogadores de um time apitarem as partidas de outros times no mesmo campeonato. Foi artilheiro dos campeonatos de 1902, com 10 gols, e de 1904, com 9 gols. Marcou os dois gols do SPAC no jogo extra que decidiu o campeonato de 1902 (SPAC 2×1 Paulistano) e o gol da vitória no jogo extra que decidiu o campeonato de 1904 (SPAC 1×0 Paulistano). Foi respeitado e reverenciado como o introdutor do futebol no Brasil. Faleceu em São Paulo no dia 30/06/1953. Como disse John Mills no seu livro “Charles Miller: o pai do futebol brasileiro”, foi no retorno de Charles Miller da Inglaterra para o Brasil, em 1894, que nasceu o futebol brasileiro.

Agradecimento: Michel Serra e John Mills.

Referências:

Mills, John Robert. Charles Miller: o pai do futebol brasileiro/ John Robert Mills. – São Paulo: Panda Books, 2005.

The Rec.Sports.Soccer Statistics Foundation

http://www.rsssfbrasil.com/historicse.htm#sp

Taça Antonio Casimiro Costa 2

Clube Atlético São Paulo, Rua Visconde de Ouro Preto nº 119, Consolação, São Paulo-SP

Telefone: 11-3217-5944, ramais 202, 235 e 239

http://www.spac.org.br